Pular para o conteúdo principal

Beatlelives – guia de lives para beatlemaníacos e afins




por Leko Soares

É meus amigos, como diria o velho trovador, “os tempos estão mudando”. Com a atual pandemia, temos vivido um período de incertezas e indefinições, mas como a vida é uma sucessão de percepções momentâneas, convido vocês a olharmos os acontecimentos atuais com a perspectiva do copo meio cheio.
No mundo da música, vemos emergir o boom das lives e do contato mais próximo do artista com os seus seguidores. É claro que o excesso de possibilidades, nesse momento, nem sempre nos leva às apresentações de melhor qualidade ou que mexa com a gente, de alguma forma. Eu sei que você aí, assim como eu, já sofreu por clicar naquela live no instagram que só tinha você e mais um amigo e aí teve que permanecer até que entrasse mais alguns, né? Pois é, acontece. E é exatamente para evitar essa busca aleatória por entretenimento ao vivo que o Beatlelogias preparou um guia com as melhores lives com temática Beatle, protagonizadas por artistas brasileiros e da América latina.
E aqui cabe um AVISO: Vamos continuar atualizando essa guia com novos artistas e novas lives. Portanto, volte sempre que estiver em busca de novidades. E claro, fique à vontade para nos indicar novos artistas para incluirmos nesse guia.
Então, chega de papo e vamos à lista das ‘beatlelives’ que estão rolando por aí.

Danilo Fiani


O cantor e guitarrista Danilo Fiani é figura conhecida na cena beatle nacional. Já integrou as bandas BlueBeetles e Blackbird e já se apresentou várias vezes no exterior em festivais renomados como a  International Beatleweek, em Liverpool. Danilo integra hoje os projetos “Harrison & McCartney Tribute” e a banda “Pepperband”.
Embora grande especialista no estilo de cantar e tocar de George Harrison, durante a quarentena, o músico já se enveredou pela carreira dos quatro Beatles, criando lives temáticas com repertórios exclusivos das carreiras solo e também da fase Beatles.

Destaque: como não poderia deixar de ser, pela intimidade de Fiani com a obra de George Harrison, indico a trilogia de lives feitas pelo cantor passeando pela obra de Harrison, desde os Beatles até o último álbum Brainwashed, de 2002.

Clique nos links abaixo e confira a trilogia



Live George 1 
Live George 2                             
Live George 3


 
Como assistir às lives?
O artista tem disponibilizado as lives semanais no facebook e instagram. Pra assistí-las, basta seguir seu perfil em uma das redes sociais:


Facebook:
Instagram: 



Beto Neves


Beto Neves é um multi-instrumentista e vocalista. Integrante da banda Beatles Again, de Araraquara/SP,  um dos tributos aos Beatles mais longevos e competentes do país.
O músico já realizou mais de 10 lives desde o início da quarentena, sempre trazendo no setlist um leque incrível do repertório dos Beatles e das carreiras solo. No último sábado, dia 11 de julho, a live celebrando os 80 anos de Ringo, foi transmitida no facebook e You Tube.

Live de Beto Neves celebrando os 80 anos de Ringo

Destaque: Além de uma voz incrível, eu destacaria a grande versatilidade de Beto Neves, seja comandando as lives através do teclado, seu instrumento principal no qual também utiliza muito bem as programações, seja tocando vários outros instrumentos como gaita, violão, ukulele, guitarra etc. Vale e muito sua audiência!


Fique de olho: Nesse sábado, 18 de julho vai rolar uma live do "Beatles Again" com participação da banda "Legends of Rock", formada somente por garotos de 12 anos




Como assistir às lives?

O artista tem disponibilizado as lives semanais no facebook e YouTube. Pra assistí-las, basta seguir seu perfil (ou o perfil do Beatles Again) em uma das redes sociais abaixo.

Redes Sociais de Beto Neves: linktr.ee/betoneves




Mário Vitor


Mário também é outro caso de multi-instrumentista talentoso, além de vocalista. É ex-integrante das bandas BlueBeetles e Túnel do Tempo. Acumula em seu currículo apresentações internacionais dedicadas aos Beatles  desde 2010, como a International Beatleweek, de Liverpool.  Integra os projetos “Pepperband” e  “Harrison & McCartney Tribute” no qual exerce muito bem o papel de McCartney.
As lives do músico, transmitidas no Facebook primam pela execução na íntegra de álbuns icônicos dos Beatles ou das carreiras solo.

Destaque: Meu destaque aqui vai para a voz especialíssima do artista, além do cuidado crescente com a mixagem dos áudios nas transmissões. Como destaque musical, indico fortemente as lives com a execução dos icônicos “Band on the Run” e “Ram” na íntegra, incluindo participações sincronizadas de outros músicos e a mais que especial live em celebração aos 50 anos de “Let it Be”.



Confira as lives nos links abaixo:




Fique de Olho: Nessa sexta-feira, dia 17 de julho, às 19:00, Mário Vitor tocará em sua live a íntegra do álbum "Revolver" dos Beatles. Imperdível!




Como assistir às lives?

O artista tem disponibilizado as lives semanais no facebook às sextas-feiras, 19h. Pra assistí-las, basta seguir seu perfil em uma das redes sociais:



Os Beatlemaníacos



"Os Beatlemaníacos" é um projeto formado por Carol Lima e Pedro Dias. Todas as quintas eles se juntam on-line para celebrar o repertório dos Fab4.

Fique de olho:

Nessa quinta, dia 16/7, às 19:00h a live reúne um repertório especial de canções dos Beatles em que o violão é o protagonista, explorando os maiores clássicos e hits violeiros dos Beatles.

Como assistir às lives?

As lives de “Os Beatlemaníacos” são transmitidas exclusivamente na fanpage do projeto no facebook. É só seguí-los por lá e marcar o horário no alarme do celular para não esquecer!



Niterói Beatlle Week



Rodrigo Bessa e Jéssica Abreu, os produtores responsáveis pela "Niterói Beatle Week", a maior feira beatle da América Latina, tem realizado lives com diferentes temáticas durante a quarentena, através da produtora Bessa Realizações. E é claro que nessas diferentes temáticas, os beatlemaníacos não ficariam desamparados: a live especial “NBW at Home” foi protagonizada pelos produtores que, além de se apresentarem, também reuniram vídeos de vários artistas nacionais e internacionais que participaram do cast da ‘Niterói Beatle Week’ ao longo dos anos. 

Destaque: além do formato inspirado no famoso “Bed-in” de John e Yoko, a live da NBW teve uma sacada incrível transmitindo através de uma TV os vídeos de outros artistas, por vezes, acompanhados por Rodrigo e Jéssica.

A live "NBW at Home" está disponível em: https://www.facebook.com/watch/?v=2939922866335084

Como assistir às lives?

As lives da Bessa Realizações são mais esporádicas e podem ser acompanhadas através do facebook da produtora. Pra assistí-las, basta seguir seu perfil em uma das redes sociais:



Beatlefest


Pioneiros na iniciativa de live beatle nessa quarentena, o Beatlefest é um perfil no instagram que reúne semanalmente artistas beatle de toda a América Latina em transmissões às sextas e sábados. É um prato cheio para qualquer beatlemaníaco que queira se inteirar da pulsante cena artística da América Latina.

Destaque: Meu destaque aqui, além da periodicidade de lives mantida religiosamente desde o início da quarentena, em março, é exatamente a oportunidade que temos de conhecer excelentes artistas de toda a América Latina e claro, seguir aqueles que nos agradem mais. Além disso, pra quem entende um pouco de castelhano, a Beatlefest oferece também debates e mini-palestras com especialistas da história dos Beatles. Vale muito sua checada!

Como assistir às lives?

As lives da Beatlefest são transmitidas exclusivamente no perfil do instagram que te direciona para o perfil do artista que irá se apresentar. Você também pode se inteirar da programação através do site oficial.







Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os 10 Sintomas da Beatlemania (diagnóstico)

por Leko Soares e Alysson Almeida
Em 2020 vivemos um dos momentos decisivos e mais tristes da humanidade desde 1945, com o fim da Segunda Guerra Mundial. Como ainda não temos uma cura para os malefícios do COVID-19, as entidades médicas e científicas continuam adotando como recomendação padrão o isolamento social como a melhor forma de nos prevenirmos e também, de não propagarmos a doença para pessoas que possam sofrer suas graves consequências.
Nesse momento em que nós, pessoas conscientes, temos nos fechado cada vez mais em nossos lares em quarentena, a arte em suas mais diversas formas de manifestação tem sido nossa companheira inseparável e portadora de alento para nossa saúde física e mental.
Pensando nisso, e propondo um contraponto a esse momento tão incerto, o beatlelogias.com resolveu elaborar uma lista com a identificação de 10 sintomas que te ajudará no diagnóstico preciso de um distúrbio do bem: A Beatlemania. Bora lá saber em qual estágio você se encontra?
Ah, lembrando que…

Helter Skelter (curiosidades)

Helter Skelter é uma canção emblemática na carreira dos Beatles. Por muitos, considerada o primeiro "Heavy Metal" da história, ficou mesmo marcada pela associação com a seita liderada por Charles Manson, uma das mentes criminosas mais malignas do século XX. Para inaugurarmos nossa nova sessão "Histórias e melodias", nada melhor que uma lista de  curiosidades sobre a tridimensionalidade e vida própria que a faixa 23 (ou a 6 do Lado 3) do "White Album" ganhou ao longo dos anos, por diversas razões que abordamos abaixo. Confira!


1 – Essa é a capa da versão estendida do filme lançado em 2004, com roteiro baseado no livro de Vincent Bugliosi, que trata dos assassinatos da “Família Manson” e sua relação com a Helter Skelter. Já assistiu ao filme?

"Helter Skelter significa confusão. Literalmente. Não significa guerra com ninguém. Isso não significa que essas pessoas vão matar outras pessoas. Significa apenas o que significa. Helter Skelter é confusão. A confu…

The Beatles Cartoon: Como os Beatles viraram desenho animado?

Por Alysson de Almeida.
Três anos antes de embarcarem na animação psicodélica Yellow Submarine, nossos heróis de Liverpool se tornaram estrelas de uma série de animação, no estilo Saturday Morning Cartoon, em 23 de setembro de 1965, pela rede de televisão ABC. No auge da Beatlemania, foram produzidos uma série de 39 episódios de meia hora de desenhos animados que, desde a estreia, quebrou todos os recordes de audiência do canal. Totalmente inusitado para época, por se tratar de um horário dedicado ao público infantil.
A série consistia em pequenas histórias animadas que se destinavam essencialmente a criar a ilustração visual das músicas dos Beatles que eram tocadas na íntegra e, a cada episódio, o título de uma das músicas seria o tema do episódio. Além disso, havia também sequências de karaokê com imagens mais simples, com legendas complementando as letras inteiras de determinadas músicas.
Os próprios membros da banda não tinham nada a ver com a produção da série além do uso de suas gr…

Crônica 2 - "Toca Raunchy, George"

Liverpool, 06 de fevereiro de 1958.

Querido diário,

Hoje fui com as meninas da escola assistir ao meu primeiro show de Rock and Roll... The Quarrymen no Wilson Hall em Garston.
Os discos do Elvis que irritavam meus pais já não eram mais suficientes para saciar o meu vício. Ainda mais sabendo que Liverpool tinha bandas de rock que tocavam regularmente há mais de um ano. Eu tinha que ver de perto! Mas, eu, Peggy Smith, com apenas 15 aninhos não era 'adulta' o suficiente para poder estar rodeada de cabeludos, ouvindo aquela música do diabo... Ainda posso ouvir minha mãe dizendo essas palavras! Então, falei para os meus pais que iria dormir na casa de uma amiga, Martha Quinn, para estudarmos para a prova de aritmética do dia seguinte. Martha, era filha de mãe solteira, pois o pai havia morrido na guerra. A mãe dela, Gladys, era enfermeira no turno da noite no Hospital Wolton, na Rice Lane.  Oportunidade perfeita para irmos ao show. Pegamos o ônibus até Lowbridge Court e de lá fomos a pé…

Crônica 1 - "Uma tarde em Woolton"

Liverpool, 6 de julho de 1957.

Meu nome é Peter Jones. Estudo arte dramática no Liverpool Institute. Tenho 22 anos.
Eu e alguns amigos resolvemos nos juntar para produzir um jornalzinho da escola, dirigido aos alunos, para exercitar nossa verve literária e ver o que estava acontecendo de interessante na cinzenta Liverpool.
Minha primeira missão: Fazer a cobertura da quermesse anual da igreja de São Pedro, em Woolton. O tempo estava bom, e sendo um liverpooliano, já tinha me acostumado ao verão quase frio dessas bandas do norte. Ao sair peguei um casaco, por precaução.
Me sentei sozinho no andar de cima do ônibus no caminho de ida, para organizar minhas ideias e tentar tirar algo de realmente bom de uma festinha de bairro.
Chegando lá, em meio a barraquinhas de comidas típicas, senhoras vendiam arranjos de flores e havia umas moças bem bonitas, enfermeiras, arrecadando fundos para a reforma do orfanato do Exército da Salvação, Strawberry Fields. Passei por ele no caminho para a feira.
Fui lo…