Pular para o conteúdo principal

Postagens

Conheça a Niterói Beatle Week - A Maior feira Beatle da América Latina!

por Leko Soares
Os anos passam, as modas vem e vão e os Beatles continuam sendo uma das bandas mais populares no nosso território tupiniquim. Constatado o fato, é importante pontuarmos que nos últimos anos no Brasil, o universo da Beatlemania tem se ampliado e  vem ganhando terreno para muito além dos ouvidos da galera. Prova disso é o já tradicional Bloco do Sargento Pimenta de BH e as "Beatle Weeks" que tem se multiplicado em várias cidades do Brasil. E pra explorar um pouco mais o universo das "Beatle Weeks", falaremos com Rodrigo Bessa, co-organizador da maior feira Beatle da América Latina, a Niterói Beatle Week, que entre os dias 09 e 15 de dezembro celebrará  sua terceira e maior edição, prometendo ampliar ainda mais os horizontes nos próximos anos. Vamos ao papo!   
Beatlelogias: Primeiramente, fale-nos um pouco sobre sua trajetória antes de se tornar o organizador da maior feira Beatle da América Latina.  Rodrigo Bessa: Eu sou engenheiro de produção, mas a mú…
Postagens recentes

Disco do Dia - With the Beatles – 22/11/1963

DISCO DO DIA: Nessa sessão você encontrará os discos de estúdio dos Beatles e das suas carreiras solo lançados no dia da publicação, com dados e curiosidades sobre a sua produção e ainda, de quebra, pode ouvi-lo enquanto curte o site!
The Beatles - WITH THE BEATLES – 22/11/1963 
Depois de terem surgido para as paradas de sucesso com ‘Love Me Do’, no final de 1962, os Beatles entraram em 1963 com uma enxurrada de sucessos, puxada por singles como ‘She Loves You’ e ‘From Me To You’ e pelo sucesso do seu álbum de estreia, Please Please Me.
Com a agenda cheia com shows, programas de TV e entrevistas para jornais e revistas, os garotos entraram em estúdio para gravar o disco que sedimentaria a Beatlemania de uma vez por todas: With the Beatles.
Gravado entre os dias 18 de julho e 23 de outubro de 1963, nos raros espaços na agenda apertada, e lançado em 22 de novembro do mesmo ano, With the Beatles manteve a pegada de seu antecessor com metade das canções de lavra própria e metade de covers de …

"Se os Beatles tivessem voltado poderia ter sido ruim" - Entrevista com Gilvan Moura (The Beatles School)

Recentemente o Beatlelogias bateu um papo com Gilvan Moura, um dos grandes destaques da beatlemania brasileira atualmente. Com o "The Beatles School", seu canal no YouTube, Gilvan já ultrapassou os 25 mil inscritos e conquistou em pouco tempo um público cativo que, assim como nós do Beatlelogias, tá sempre ligado nos temas divertidos, intrigantes e incomuns que o também professor de inglês apresenta em seu canal dedicado 100% aos Fab4.

Bom, chega de enrolação e  usando uma expressão oriunda da terrinha do nosso conterrâneo mineiro, vamos ao "nosso dedinho de prosa"....
Gilvan, apesar de ser extremamente didático, a pegada de bom humor nos seus vídeos faz com que o seu canal seja diferente de tantos outros sobre os Beatles. Na sua opinião, esse é o caminho para 'vender' os Fab Four para essa molecada de hoje? Gilvan Moura (The Beatles School): Eu creio que não, porque eu acho que isso é uma coisa mais minha, esse bom humor. Se eu for fazer uma coisa muito séria…

Crônica 6 - "Queremos Pete!" - a estreia de Ringo

Birkenhead, 18 de agosto de 1962.

Meu nome é William Thomas, mas meus amigos me chamam de Bill. Trabalho de zelador no Hulme Hall, na 23 Bolton Rd., em Birkenhead, condado de Merseyside. E, nas noites de baile, também sou responsável por ajudar os artistas na montagem do palco. Quase um contrarregra, ou um quebra-galho.
Para o baile de hoje contrataram os Beatles, de Liverpool, para tocar. Liverpool fica na outra margem do rio Mersey. Praticamente, nossos vizinhos. Eles já tocaram aqui duas ou três vezes no ano passado. O pessoal adorou! Muitas bandas de Liverpool fazem sucesso desse lado do rio. Virei fã e amigo de todas elas. E, quase todo esse pessoal é da minha idade. Vinte e dois anos.
Quando a banda chegou, os ajudei a descarregar os equipamentos e instrumentos da pequena van preta. O motorista deles, Neil, também nos deu uma força. Gente boa e engraçado, ele.
Já dentro do Hulme Hall, notei que o baterista deles, Pete, não estava com eles. No seu lugar, para minha surpresa, es…

Disco do Dia: Ringo Starr - Whats's My Name (25/10/2019)

DISCO DO DIA: Nessa sessão você encontrará os discos de estúdio dos Beatles e das suas carreiras solo lançados no dia da publicação, com dados e curiosidades sobre a sua produção e ainda, de quebra, pode ouvi-lo enquanto curte o site!
03 - Ringo Starr - What's My Name – 25/10/2019 What's My Name é o vigésimo álbum de estúdio da carreira de Ringo. O disco foi gravado no Roccabella West, o estúdio doméstico de Starr em sua casa em Beverly Hills - Los Angeles, assim como os seus cinco antecessores: Liverpool 8 (2008), Y Not (2010), Ringo 2012 (2012), Postcards from Paradise (2015) e Give More Love (2017).

Entre os colaboradores estão os quase sempre presentes Paul McCartney, Joe Walsh, Edgar Winter, Dave Stewart, Benmont Tench, Steve Lukather, Nathan East, Colin Hay, Richard Page, Warren Ham, Windy Wagner e Kari Kimmel, entre outros.
A faixa de abertura 'Gotta Get Up', co-escrita com Joe Walsh, tem um riff inicial muito semelhante a 'Life in the Fast Lane' dos Eagle…

Disco do DIA: Paul McCartney - Give My Regards to Broad Street

DISCO DO DIA: Nessa sessão você encontrará os discos de estúdio dos Beatles e das suas carreiras solo lançados no dia da publicação, com dados e curiosidades sobre a sua produção e ainda, de quebra, pode ouvi-lo enquanto curte o site!
02 - Paul McCartney – Give My Regards to Broad Street– 22/10/1984
Lançado no outono de 1984 na Inglaterra, a recepção de “Give My Regards to Broad Street” pode ser comparada a de “Magical Mystery Tour”: Uma excelente trilha sonora para um filme sem sentido.
Deveria ter funcionado, certo? Qualquer álbum que tenha Paul McCartney colaborando com David Gilmour - ouvido pela última vez ajudando Paul a ganhar um Grammy na "Rockestra Theme" (Back to the Egg, de 1979) - deveria ter funcionado. John Paul Jones, do Led Zeppelin, Dave Edmunds, membros do Toto e Eric Stewart (10cc) também estavam lá. Deveria ter funcionado. Qualquer álbum preenchido com algumas das melhores músicas lançadas anteriormente por McCartney, e com a participação de George Martin…